É possível se aposentar sem estar trabalhando com carteira assinada?

Para quem não deixa de ponderar sobre o futuro e gostaria de entrar na terceira idade com a segurança financeira de um valor certo todo mês, é importante estar de acordo com o regulamento da aposentadoria. Este direito é disponibilizado, em algumas situações, para o trabalhador que contribuir com o INSS através da carteira de trabalho assinada.

Mas, será que é possível se aposentar sem estar trabalhando com a carteira assinada? Para esclarecer esta e outras dúvidas, confira o texto a seguir e fique por dentro do assunto.

A Aposentadoria

A aposentadoria é um recurso muito importante para o cidadão, pois é ela que irá garantir segurança na terceira geração, de maneira que não será necessário continuar a trabalhar.

Para se aposentar, é preciso preencher os requisitos do benefício. São eles: ter contribuído junto ao INSS por 190 meses; ter idade mínima de 65 anos (homens) e 60 anos (mulheres). Acha que está de acordo com os requisitos, mas ainda tem duvidas se pode solicitar a aposentadoria ou não? Realize a consulta INSS e saiba de tudo!

A aposentadoria tem diversas categorias, como por exemplo a aposentadoria especial e a aposentadoria por idade.Para qualquer uma delas, é fundamental conferir a tabela do INSS 2019 para ficar ciente das datas e maiores informações.

Aposentadoria sem a Carteira Assinada

Você já deve saber que a aposentadoria é dividida em categorias a fim de beneficiar todas as pessoas que tem direito a ela, e uma destas categorias e destinada a quem não trabalha de carteira assinada.

Sim, é possível se aposentar mesmo sem a contribuição através da carteira de trabalho. Para tanto, você deve realizar a contribuição do INSS autônomo.

Quem contribuiu junto ao INSS com as parcelas requiridas mesmo de forma autônoma, tem o mesmo direito a aposentadoria que os trabalhadores formais.

Para se tornar um contribuinte do INSS autônomo, a pessoa deverá se dirigir ao órgão responsável, no caso, a Previdência Social, para solicitar uma guia de pagamento. Na instituição, você escolherá o tipo de contribuição, que será a de INSS autônomo.

Depois é só cumprir devidamente com as parcelas todos os meses. Geralmente, valor da guia de pagamento é mínimo, sendo uma porcentagem do salário mínimo vigente. Por isso, vale a pena conferir quanto é a remuneração base do ano para realizar o cálculo de contribuição a ser feita.

Caso tenha mais dúvidas, entre em contato com a Previdência Social mais próxima a você através do telefone para contato ou pela internet. A aposentadoria é um direito seu!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

4 Faculdades com os Melhores Cursos EAD no Brasil

Ovo de Fantasma